https://globoplay.globo.com/v/4977376/  (clique aqui para ver o vídeo completo)

Imagine a cena: alguém bate à porta e o meu pai vai atender. Quando ele abre, dá de cara com ninguém mais, ninguém menos, do que Luciano Huck. Isso mesmo! Essa simpatia de pessoa que, dessa forma, entrou em nossas vidas.

E, antes que você me pergunte, eu não sabia de nada! Depois que ele conversou com o meu pai, lá foram eles fazer uma surpresa para mim em meu colégio.

Estávamos tendo aula de Português e, de repente, ele entrou nos dando um enorme susto. Era ele mesmo, o Luciano do Caldeirão, para quem eu havia escrito uma carta falando do Lacre do Bem e do meu desejo de compartilhar o meu projeto com o mundo inteiro.

Ufa! Vencer as emoções iniciais não foi nada fácil, e, então, ele se apro­ximou de mim, retirou uma carta do bolso e me perguntou se era minha. Eu disse que sim. Muitas emoções ainda estavam por vir.

Fomos para a biblioteca, que é o meu local preferido na escola, para conversarmos sobre o meu projeto, e, depois de muitas perguntas e res­postas, o Luciano me pediu dois minutos e disse que queria me ver sorrir mais. “Mais!? Como assim!?…”, pensei. O meu sorriso vem do coração, e olha que já estava sorrindo assim há muito tempo!

Alguma coisa ele estava planejando, mas eu nem desconfiava o que era. Voltamos à minha sala e… eis a grande surpresa!

Ao abrir a porta, fui surpreendida com 20 cadeiras de rodas sendo doa­das pelo programa do Luciano. Meus colegas gritavam de alegria, e eu segurava a emoção em meu sorriso.

Eu tinha em minha lista de espera quase 20 pedidos de cadeiras de rodas e, com aquela doação, eu poderia atender a todas as pessoas da lista!

Naquela reportagem, o Luciano mostrou um pouco mais sobre como tudo funciona e as dificuldades para movimentar uma campanha como esta. Mas, acima de tudo, mostrou a minha alegria de estar à frente de um projeto como este.

Obrigada, Luciano! Não só a sua doação foi importante, como também a divulgação do Lacre do Bem em diversas partes do mundo. É que essa matéria foi ao ar não só para todo o Brasil, como também para diversos países da Europa, África e Estados Unidos.

Sentimos que tocamos o coração de milhares de pessoas! Tivemos o nos­so site congestionado por alguns minutos, e mais de 8.000 e-mails de pessoas de todo o Brasil, querendo fazer suas doa­ções e pedindo pontos de coletas em vários estados e cidades brasileiras.

Valeu muito, Luciano!

Naquele dia, eu não me aguentava de alegria e voltei para casa muuuuito contente e ainda mais realizada.

Se você quiser ver a reportagem completa, é só ver o vídeo na “aba Galerias”.